Vasco da Gama, São Paulo, Atlético Mineiro e Athletico Paranaense fundam o Movimento pela Integridade no Futebol

terça-feira, 28/02/2023

O Vasco da Gama, em parceira com São Paulo, Atlético Mineiro e Athletico Paranaense, criou, no último sábado (25), o Movimento pela Integridade no Futebol (MIF). A ideia central do Movimento é fomentar boas práticas de Compliance no futebol brasileiro, estruturando um cenário de integridade dentro e fora das quatro linhas.

O MIF é formado por profissionais dos departamentos jurídicos e de Compliance dos clubes, que já contam com estrutura de Compliance implementada, e se uniram para a troca de experiências e aprimoramento da gestão. Dentre os pilares que serão desenvolvidos pelo MIF, estão o respeito, a governança, a transparência, a sustentabilidade, a ética, a integridade, a inclusão, a diversidade e ESG.

Além disso, o MIF visa estimular o crescimento das práticas de Compliance no futebol nacional, em todas as categorias, a partir da criação de materiais que poderão ser acessados pelo público e aplicados como base para novos projetos.

– O Movimento traz visibilidade ao Compliance no futebol, como uma ferramenta para promoção da integridade e do respeito, além auxiliar a tomada de decisões conscientes pela alta gestão dos clubes. É, ainda, uma forma de fomentarmos a ideia de que o futebol é um agente de transformação da sociedade e tem todos os clubes podem contribuir neste cenário – Clarissa Arteiro, coordenadora de compliance.

A fundação e a primeira reunião do Movimento pela Integridade no Futebol aconteceram no último sábado, no estádio do Morumbi. O Vasco foi representado por Clarissa Arteiro, Coordenadora de Compliance e Rafael Cabral, Gerente Jurídico, além de estarem presentes Roberto Armelin, Diretor Jurídico e Compliance Officer do São Paulo, Fernando Monfardini, Compliance Officer do Atlético Mineiro, Marla Georgia Palma, Compliance Officer do Athletico, e Julia Serra de Godoy.

A previsão é que as reuniões acontecerão periodicamente nas cidades-sedes dos clubes fundadores do Movimento, estando o MIF aberto à participação de profissionais dos demais Clubes do futebol brasileiro.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo