Vasco é superado pela Portuguesa na terceira rodada da Copa Rio Sub-17

sábado, 05/06/2021

Por: Breno Prata, São Januário

O Vasco da Gama foi superado pela Portuguesa-RJ por 2 a 1 pela Copa Rio Sub-17. O autor do gol vascaíno foi o meia Leozinho. Vale ressaltar que esse foi o primeiro resultado negativo dos Meninos da Colina na competição. O próximo compromisso da equipe comandada pelo técnico Igor Guerra, será pelo Campeonato Brasileiro da modalidade, diante do Internacional, na próxima segunda-feira (07), às 17h30, no Estádio Francisco Novelletto.

Atacante Mota em ação pela Copa Rio Sub-17 (Foto: Valdir Santiago/Vasco)

O JOGO

O Vasco começou a partida indo para cima do adversário. A primeira investida vascaína veio aos 6 minutos, Guilherme Estrella avançou, arriscou a jogada individual e arriscou a finalização. O goleiro adversário sem muitos problemas, ficou com a bola. No minuto seguinte, Gabriel Sá avançou pela direita e arriscou a finalização antes de invadir a área. A bola novamente parou na defesa do goleiro. Aos 9 minutos, a Portuguesa abriu o placar na primeira investida ao ataque: 1 a 0.

Aos 19, Jerônimo recebeu pelo meio, se livrou da marcação e arriscou a finalização, a bola acabou subindo e saindo por cima da meta. Aos 22, Jerônimo cobrou falta com muito perigo na entrada da área. A bola acabou desviando na barreira antes de chegar no gol e o goleiro adversário fez uma ótima defesa. Aos 34, Jerônimo avançou pela direita e cruzou na área, buscando Guilherme Estrella. O atacante vascaíno chegou a tocar na bola, mas a defesa conseguiu afastar, a bola no rebote sobrou para Gabriel Sá que arriscou a finalização de primeira e mandou por cima do gol.

O Vasco voltou para a segunda etapa pressionando a defesa adversária. Aos 15 minutos, Jerônimo pegou a sobra na entrada da área e arriscou um chute forte. A bola foi desviada e acabou se perdendo pela linha de fundo. No minuto seguinte, o adversário ampliou: 2 a 0. Aos 27, Marquinhos avançou pela direita e cruzou na área, procurando Mota. A bola acabou ficando viva dentro da área e André chegou batendo de primeira, a bola ficou nas mãos do goleiro.

No minuto seguinte, Mota recebeu na entrada da área e arriscou a finalização colocada, a bola carinhosamente beijou a trave e a zaga adversária saiu jogando. Aos 38, Leozinho cobrou falta da entrada da área e bateu com extrema categoria. A bola ganhou a trajetória perfeita e ainda beijou a trave, antes de morrer no fundo da rede: 2 a 1.

Escalação do Vasco: Lecce, Marquinhos, Ronny, Chaves (Luiz Felipe) e Diotti (Hygor); JP (Moulin), Jerônimo e Gabriel Sá (Caetano); Guilherme Estrella, André (Rodrigo) e Mota – Técnico: Igor Guerra

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo