Vasco é superado pelo Fluminense no segundo jogo das semifinais do Campeonato Carioca Sub-20

quarta-feira, 15/09/2021

Por: Breno Prata, São Januário

O Vasco da Gama foi superado pelo Fluminense por 2 a 0 pelo jogo de volta das semifinais do Campeonato Carioca Sub-20. O próximo compromisso dos Meninos da Colina será pelo Brasileirão, diante do Ceará, no próximo domingo (19/09), às 10h, no Estádio Nivaldo Pereira.

Foto: Vitor Brüger/Vasco

O JOGO

O Vasco começou a partida estudando as ações do adversário e buscando sair em velocidade ao ataque. A primeira chegada vascaína veio aos 20 minutos, MT recebeu com liberdade na entrada da área e arriscou a finalização. A bola acabou subindo e saiu por cima da meta adversária. Aos 27, Menezes cobrou falta na entrada da área e carimbou a trave adversária. Na sobra, Rodrigo chegou finalizando e a zaga adversária cortou em cima da linha.

Aos 32, Saulo cobrou escanteio pela direita e a zaga adversária cortou na primeira trave. Juninho pegou a sobra e ajeitou para Vinícius. O camisa 11 chegou finalizando de fora da área e parou na boa defesa do goleiro. No minuto seguinte, Juninho fez belíssima jogada, deixou três marcadores para trás e abriu em Vinícius dentro da área. O atacante vascaíno dominou, finalizou firme e acabou parando na defesa do goleiro adversário.

O Vasco voltou para a segunda etapa, buscando abrir o placar logo cedo e pressionando a defesa adversária. A primeira chegada vascaína veio antes do primeiro minuto, Vinícius recebeu um cruzamento na segunda trave e finalizou firme. A bola acabou saindo próxima a trave adversária e se perdeu pela linha de fundo. Aos 13 minutos, o adversário abriu o placar: 1 a 0. Aos 20, o adversário ampliou de pênalti: 2 a 0.

Após os gols sofridos, os Meninos da Colina tentaram emplacar uma pressão, porém não surtiu efeito. Aos 50 minutos, Andrey recebeu na entrada da área e finalizou firme. O goleiro adversário se esticou todo e evitou o gol vascaíno.

Escalação do Vasco: Fintelman, Saulo (Deyvson), Menezes (Caio Eduardo), Zé Vitor (Marlon Gomes) e Julião (Erick Marcus); Rodrigo, Andrey e Juninho (Marcos Dias); MT, Vinícius e Tavares – Técnico: Igor Guerra

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo