Vasco enfrenta Náutico no Recife pelo Campeonato Brasileiro

segunda-feira, 06/06/2022

Auxiliar Emílio Faro fala sobre oportunidade de dirigir o Gigante da Colina e projeta partida contra o Timbu

Mirando a conquista de mais três pontos no Campeonato Brasileiro, o Vasco da Gama embarca na tarde desta segunda-feira (06/06) para o Recife, onde mede forças com o Náutico na terça (07), às 19 horas, pela 11ª rodada da competição nacional. O duelo será disputado nos Aflitos, onde o Cruzmaltino jamais perdeu em sua história. Ao todo, foram oito jogos, com duas vitórias e seis empates.

Foto: Daniel Ramalho/Vasco.com.br

Diante do Timbu, o Gigante da Colina será dirigido de forma interina pelo auxiliar Emílio Faro, que passou a integrar a comissão permanente no início da temporada. O profissional de 55 anos trabalhou em todas as categorias do futebol, em todas as divisões país e acumula experiências em 25 clubes, dentre eles Botafogo, Corinthians, Santos, Chapecoense e Sport, na maioria das vezes como auxiliar.

– Recebi o convite para trabalhar no Vasco em dezembro. Foi um convite que celebrei bastante com a minha família devido a grandiosidade do Vasco. Estar num clube como o Vasco da Gama e ter a oportunidade de colocá-lo no lugar que merece é um grande desafio. É uma oportunidade ímpar. Vejo essa chance de dirigir o time com naturalidade, pois estou no dia a dia e tenho a confiança do grupo, que já demonstrou estar totalmente comprometido com o Vasco. Vou procurar ajudar, respeitando os processos. Queremos colocar o clube de volta na Série A – declarou o técnico interino, acrescentando na sequência.

– Nós estamos indo para o Recife imaginando dois cenários. O primeiro deles é atuar de uma forma impositiva, jogador um futebol mais jogado, pressionando o adversário. Estamos preparados também para uma outra realidade, que passa pelo momento triste que o povo de Recife está vivendo em virtude das chuvas. Podemos encontrar um cenário com campo muito ruim, o que vai nos obrigar a jogar de forma diferente. Nosso time tem dado um resposta muito boa nesse cenário, pois se trata de um jogo mais aguerrido, competitivo, onde se faz necessário ganhar os duelos. Vamos chegar lá e ver como iremos encontrar o campo de jogo. O importante é que estamos preparados para os dois cenários.  Vamos lá para a buscar a vitória que o Vasco merece –  concluiu Emílio Faro, que é formado em Educação Física e pós-graduado em futebol, fisiologia e treinamento esportivo. Além disso, o experiente profissional possui a Licença A e vem cursando a Licença-PRO da CBF.

 

Raniel desfalca o Gigante da Colina no Recife

Além do zagueiro Quintero e do meio-campo Palacios, que receberam o terceiro cartão amarelo contra o Grêmio e estão suspensos, o Vasco da Gama não poderá contar com Raniel. O atacante se queixou de dores na coxa direita e passará por tratamento intensivo no DESP visando o jogo contra o Cruzeiro.

O volante Juninho e o atacante Erick, que ficaram fora dos últimos dois jogos, estão evoluindo bem de suas respectivas lesões e já iniciaram o processo de transição.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo