Vasco encara Botafogo mirando primeiras colocações do Brasileiro

sexta-feira, 30/07/2021

Em entrevista ao Site Oficial, atacante Léo Jabá revelou sua expectativa para o clássico deste sábado, às 21 horas, no Nilton Santos

De olho no G4 do Campeonato Brasileiro, o Vasco da Gama entra em campo neste sábado (31/07), às 21 horas, para medir forças com o Botafogo no Estádio Nilton Santos. O Cruzmaltino ocupa a sétima colocação e possui 22 pontos, três a menos que o Avaí, equipe que fecha a zona de classificação para a elite nacional.

Em caso de vitória sobre o Alvinegro, o Gigante da Colina também alcançará Coritiba e Avaí, que somam 25 pontos e iniciam a rodada em terceiro e quarto lugares, respectivamente. O “Clássico da Amizade”, portanto, não é uma oportunidade para a equipe de São Januário enfim colar nos líderes do Campeonato Brasileiro.

– É um clássico, e isso por si só já evidencia a importância e grandeza desse jogo. Teremos mais uma oportunidade de ampliar nossa sequência, mostrar a evolução da nossa equipe, e quem sabe entrar no G4. Trabalhamos bem e estudamos muito a equipe do Botafogo. Sabemos que eles também estão vindo numa crescente. É botar em prática o que o professor Lisca está nos colocando para fazermos uma excelente partida e sair de campo com os três pontos – declarou o atacante Léo Jabá.

Léo Jabá em ação durante treinamento no CT do Almirante- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Em 2021, o Gigante da Colina já mediu forças com o Botafogo em quatro oportunidades, uma pelo Campeonato Brasileiro 2020 e três pelo Campeonato Carioca. O retrospecto recente aponta duas vitórias vascaínas, um empate e um triunfo do Alvinegro, justamente na última partida. Léo Jabá participou de duas dessas partidas foi decisivo para a conquista do resultado positivo na última vez que o “Clássico da Amizade” foi disputado no Nilton Santos.

– Foi uma partida num horário difícil. Lembro que tivemos que enfrentar um forte calor. Ter participado do lance do gol foi muito importante, mas agora já mudou tudo. As equipes estão diferentes, o jogo é válido por uma outra competição, mas temos que ter a mesma postura, buscar e fazer por onde conquistar a vitória. Os três pontos são fundamentais para nós – afirmou o camisa 7, relembrando a assistência dada para o gol marcado por Germán Cano na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, em 16 de maio, pelo jogo de ida da decisão da Taça Rio.

Além de defender um retrospecto positivo diante do rival no atual ano, o Vasco da Gama buscará ampliar sua invencibilidade dentro do Campeonato Brasileiro. O time cruzmaltino não foi derrotado nos últimos seis jogos. O bom momento dentro da competição é festejado, porém não deixa o grupo 100% satisfeito.

– Desde o início desse novo processo, desde que aconteceu a chegada do professor Lisca, o nosso time vem mudando de postura, estilo de jogo, o nível de cobrança. Estamos mais intensos, pressionado lá na frente. Nós estamos no cobrando muito também. Não adianta o professor nos passar e a gente não colocar em prática. Nos dois primeiros jogos, já deu para notar uma diferença, a intensidade, pressão lá em cima. Seguindo esse caminho, tudo vai dar certo – finalizou o camisa 7 cruzmaltino.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo