Vasco luta até o final, mas é eliminado da Libertadores

quarta-feira, 23/05/2012

O Vasco atuou como um verdadeiro Gigante nesta quarta-feira (23). Os jogadores lutaram e honraram a Cruz de Malta até o último segundo no Pacaembu. Mas o time foi eliminado da Copa Santander Libertadores 2012 ao perder por 1 a 0 para o Corinthians, no final da partida, aos 42 minutos. Agora a equipe de São Januário se foca na busca do seu pentacampeonato no Campeonato Brasileiro.

O jogo

Primeira etapa bem disputada, mas sem gols

O técnico cruzmaltino Cristóvão Borges escalou a mesma equipe que entrou em campo na primeira partida das quartas de final da Libertadores, na última quarta-feira (16), em São Januário. Com isso, Rômulo e Nilton foram mantidos na proteção do meio de campo com Diego Souza e Juninho armando o time.

O jogo começou muito aberto com os dois times com o ímpeto ofensivo. A primeira oportunidade foi do Vascão, que não se intimidou com o Pacaembu lotado de corintianos. Thiago Feltri sofreu falta pela esquerda e Juninho Pernambucano foi para a cobrança. O Reizinho caprichou na batida, mas Cássio fez a defesa. A bola ainda sobrou para Alecsandro que não conseguiu o domínio da bola.

O Corinthians, assim como na Colina Histórica, descia para o ataque principalmente pelo lado esquerdo com Emerson. O atacante adversário, contudo, esbarrava na ótima marcação de Fagner. O Cruz-Maltino seguia fazendo uma boa atuação com os jogadores se entregando muito nas disputas pela bola. A equipe paulista só foi assustar Fernando Prass aos 19 minutos. Emerson recebeu a bola dentro da área e finalizou para fora.

O Trem Bala respondeu em uma nova cobrança de falta do seu eterno Reizinho, que bateu por cima da meta corintiana. A partida continuava aberta para os dois lados, muito bem disputada. Aos 31 minutos, Fernando Prass realizou uma grande defesa na cabeçada de Paulinho. Pouco tempo depois, Eder Luis e Jorge Henrique se desentenderam após o corintiano cometer falta no cruzmaltino. O adversário chegou a acertar uma cabeçada em Eder Luis. Os dois jogadores foram advertidos com o cartão amarelo.

O primeiro tempo foi marcado pelo bom futebol de ambas as equipes que buscaram o gol desde o apito inicial. O Vascão, mesmo atuando fora de casa, foi para o ataque, chegando a encurralar em alguns momentos o Corinthians.

Vascão luta, mas sofre gol no fim e é elimnado

O segundo tempo iniciou como o primeiro: aberto com os dois times procurando o ataque e marcando muito bem. Logo aos três minutos, Ralf chutou cruzado, a bola estava indo para Emerosn, que armou o chute, mas Juninho chegou por baixo, salvando o Vasco. No lance, Thiago Feltri se machucou e Felipe entrou em seu lugar, atuando na posição que o consagrou na década de 90.

Aos 10 minutos, Paulinho carregou a bola pelo meio e foi desarmando. Quando o Trem Bala da Colina armava o seu contra-ataque, Emerson cometeu uma falta muito forte em Rodolfo e recebeu o cartão amarelo para a reclamação do técnico do Corinthians, Tite, que foi expulso pelo arbitro.

Diego Souza teve a chance de abrir o placar aos 17 minutos. O meia ganhou a disputa no meio de campo e ficou sozinho, de frente com o goleiro, mas o camisa 10 perdeu a melhor chance do jogo, pois Cássio conseguiu desviar a bola para escanteio, salvando a sua equipe. No escanteio, Juninho colocou a bola na cabeça de Nilton, que testou forte no travessão.

A partida ficou disputada no meio de campo com os jogadores se entregando muito.  Aos 28 minutos, Juninho deu belo passe para Diego Souza chegar cruzando para dentro da área. Cássio saiu do gol, mas bateu-roupa e Alecsandro quase aproveitou o rebote, porém o juiz marcou falta do atacante no lance.

Os dois times alternavam as oportunidades no jogo. Emerson quase fez o gol após a bola sobrar para ele livre dentro da área, mas a Muralha da Colina desviou a finalização, que ainda bateu na trave. O Gigante da Colina voltou ao ataque em uma boa jogada individual de Diego Souza. O meia, porém, finalizou errado enquanto Carlos Alberto entrava livre na área pela esquerda.

No final da partida, aos 42 minutos, Paulinho subiu mais alto que todo mundo e cabeceou no canto, sem chances para Prass. O Vascão seguiu lutando pelo resultado, mas não conseguiu o empate que classificaria o time para a semifinal da Libertadores. Agora o Cruz-Maltino vai em busca do pentacampeonato brasileiro.

Próximo jogo
O Vasco enfrentará a Portuguesa pelo Campeonato Brasileiro neste sábado (26), às 18h30, no estádio Canindé, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 VASCO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora – 23/5/2012 – 22h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Altermir Hausmann e Carlos Berkenbrock (RS)
Cartões amarelos: Jorge Henrique, Alessandro, Emerson, Paulinho (COR); Eder Luis, Juninho, Nilton, Renato Silva (VAS)
Gols: Paulinho, 42'/2ºT (1-0)

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique (Willian, 24'/2ºT) e Emerson Sheik (Liedson, 33'/2ºT). Técnico: Tite.

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri (Felipe, 04'/2ºT); Rômulo, Nilton, Juninho e Diego Souza; Eder Luis (Carlos Alberto, 24'/2ºT) e Alecsandro. Técnico: Cristovão Borges.