Vasco na Flórida: as ações do clube e a importância da internacionalização da marca

sexta-feira, 20/01/2023

Sócios-torcedores que residem nos Estados Unidos tiveram acesso aos jogadores

O Vasco está na Flórida, nos Estados Unidos, para a realização da pré-temporada visando o ano de 2023, e realiza neste sábado (21) o último amistoso antes do retorno ao Brasil, contra o Inter Miami, em Fort Lauderdale. Nesta terça-feira (17), o clube disputou seu primeiro teste diante do River Plate, da Argentina, e foi derrotado por 3×0.

A delegação Cruzmaltina chegou ao país norte-americano no dia 14, e desde então vem trabalhando algumas ações de marketing junto ao público local, formado por muitos latinos, entre eles mexicanos, colombianos, e milhares de brasileiros, além de europeus, com predominância para alemães, irlandeses, ingleses, italianos, franceses e escoceses.

Durante essa semana, o clube organizou a ida de sócios-torcedores que residem nos Estados Unidos para assistirem aos treinos e conhecerem os jogadores, com sessão de fotos e autógrafos no centro de treinamento do Inter Miami. Assim como também é realizado no Brasil, esses sócios premiados também ganharam uma camisa oficial.

Na partida deste sábado (21) diante do próprio Inter Miami, o departamento de marketing programa mais uma ação, com a venda da camisa principal, a 1, e aquela considerada a mais linda do mundo’, a de número 3. No início deste mês, o uniforme foi o mais bem votado entre 25 modelos de clubes de todo o planeta, em votação realizada pela empresa inglesa Classic Football Shirts. A camisa é uma homenagem ao estádio de São Januário e às raízes portuguesas do clube.

“A parte técnica é sempre o mais importante, e esse é o ponto de partida principal em qualquer tomada de decisão. Permitir que os atletas conheçam estruturas distintas daquelas que estão habituados, além de treinar e jogar contra adversários de outros países. Dentro deste contexto, internacionalizar a marca também é um dos objetivos, e isso vai além do simples fato de viajar para outros lugares, mas principalmente com conteúdos e ações que atinjam essas expectativas”, afirma Luiz Mello, CEO da SAF do Vasco.

Foto: Daniel Ramalho | Vasco da Gama

 

Foto: Daniel Ramalho | Vasco da Gama

 

Foto: Daniel Ramalho | Vasco da Gama

 

Foto: Daniel Ramalho | Vasco da Gama

 

Foto: Daniel Ramalho | Vasco da Gama

 

Foto: Daniel Ramalho | Vasco da Gama

 

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo