Vasco sai atrás, reage, mas fica no empate com o Flamengo

domingo, 06/10/2013

O clássico entre Vasco e Flamengo, que teve início em 1923, com uma vitória do Gigante por 3 a 1, completou 90 anos em 2013. Ao longo dessas nove décadas, o Vasco construiu, entre 1945 e 1951, a maior série invicta, 20 jogos, e a maior sequência de vitórias, com oito seguidas, do confronto. E, neste domingo (06), às 16h, no estádio Mané Garrincha, o Clássico dos Milhões foi disputado pela 360ª vez.

Em campo, o Cruzmaltino saiu atrás no placar, melhorou na segunda etapa, mas ficou no empate em 1 a 1. Com o resultado, o Vasco caiu para o décimo sétimo lugar, com 29 pontos. Agora, o Gigante volta a campo na próxima quarta-feira (09), para jogar o clássico contra o Fluminense, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, às 21h, vigésima sétima rodada do Brasileirão 2013.

O jogo

Em primeiro tempo truncado, Vasco sai em desvantagem

Incentivado pela torcida do Gigante, o Vasco começou a partida indo ao ataque. E, com menos de um minuto, Marlone tentou jogada com Jhon Cley, mas a zaga do Flamengo afastou pela lateral. Em resposta, aos três, Elias chutou de longe e, por pouco, Hernane não conseguiu tocar na bola. Aos sete, Juninho cobrou falta em direção ao gol e Jhon Cley desviou de cabeça, mas a bola saiu em tiro de meta. Dois minutos depois, novamente com Marlone, o Vasco tentou chegar ao ataque, mas Léo Moura afastou. Na sequência, Edmílson recebeu ótimo passe do Fagner, mas Paulo Victor se antecipou e ficou com a bola.

Aos 12, Juninho cobrou nova falta direta para o gol, mas Paulo Victor defendeu em dois tempos. Dois minutos depois, Léo Moura tabelou com Paulinho, mas Yotún chegou e roubou a bola. Aos 19, o Flamengo tentou chegar próximo à área do Vasco, mas, desta vez, Cris afastou o perigo. Três minutos depois, após nova cobrança de falta, a bola saiu por cima do gol de Diogo Silva, sem perigo. Aos 25, Jhon Cley roubou a bola de Elias e puxou rápido contra-ataque, mas acabou sendo derrubado. Na cobrança, a bola saiu em tiro de meta. Quatro minutos depois, Fagner avançou pela lateral e tentou o cruzamento, mas a bola desviou e saiu em escanteio.

Em resposta, no minuto seguinte, Paulinho avançou pela esquerda e tocou para Hernane, que chutou rasteiro e Diogo Silva defendeu. Aos 32, Hernane aproveitou uma falha da zaga vascaína e abriu o placar. Após o gol, o Gigante foi para cima e, aos 38, Jhon Cley recebeu de Yotún e chutou forte, mas Paulo Victor defendeu. Três minutos depois, Jhon Cley é derrubado perto da área do Flamengo. Na cobrança, Yotún bateu forte, mas a bola saiu em tiro de meta. E, aos 46, o árbitro mineiro encerrou o Ricardo Marques Ribeiro primeiro tempo.

Vasco melhora e consegue o empate

Com duas mudanças, o Vasco voltou com tudo para a segunda etapa. E, com menos de um minuto, Fagner tentou lançamento para André, mas a zaga adversária afastou. Em resposta, aos cinco, Chicão cobrou falta direta para o gol, mas a bola acabou saindo. Três minutos depois, Willie recebeu lindo passe de Jhon Cley e tocou na saída do goleiro Paulo Victor, empatando o clássico. Aos 11, Willie tentou nova jogada ofensiva, mas acabou parado por Amaral. Na sequência, Elias tentou lançamento para Hernane, mas Cris afastou.

Aos 15, Pedro Ken sofreu falta no campo de ataque e, após cobrança de falta de Fillipe Soutto, a zaga do Flamengo consegue o corte. Dois minutos depois, o árbitro marcou falta de Wallace, que caiu no gramado e colocou, propositalmente, a mão na bola, mas não recebeu cartão, que seria seu segundo. Revoltado, Dorival acabou sendo expulso. Aos 19, André aproveitou falha da zaga do Flamengo, recuperou a bola e chutou forte, mas a bola saiu a direita do gol. Quatro minutos depois, Amaral tentou o toque para André Santos, mas acabou exagerando na força e a bola acabou saindo.

Aos 26, Pedro Ken roubou nova bola e achou Marlone pela esquerda. O meia vascaíno tentou o cruzamento para André, mas Paulo Victor defendeu. No minuto seguinte, Marlone deu lindo passe de calcanhar para Yotún, que invadiu a área e chutou cruzado. A bola passou perto da trave e acabou saindo. Aos 28, Marlone roubou a bola na intermediária, partiu para cima da marcação, mas foi bloqueado na hora do chute. Aos 34, Luiz Antônio bateu falta direta para o gol e Diogo Silva espalmou.

Na sequência, Yotún cruzou para André, mas o assistente já assinalava o impedimento do camisa 9 vascaíno. Aos 37, Willie tentou passe para Yotún, mas a bola acabou saindo em tiro de meta. Aos 42, Gabriel cruzou para a área do Vasco, mas a bola passou por todos os jogadores e saiu pela linha de fundo. Três minutos depois, Gabriel pegou a sobra na área e chutou, mas Jomar conseguiu desviar e a bola saiu em escanteio. Aos 46, Yotún bateu falta direta, mas Paulo Victor espalmou. Dois minutos depois, o árbitro mineiro encerrou a partida.

Próximo jogo

Agora, o Gigante volta a campo na próxima quarta-feira (09), para jogar o clássico contra o Fluminense, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, às 21h, vigésima sétima rodada do Brasileirão 2013.

Ficha Técnica
FLAMENGO 1 X 1 VASCO

Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data-Hora: 06/10/2013 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões amarelos: Wallace, André Santos (FLAMENGO); Juninho, Pedro Ken, Jhon Cley, Yotún (VASCO)
Gols: Hernane, 32/1ºT (1-0); Willie, 08/2ºT (1-1);

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura, Wallace, Chicão e João Paulo; Amaral, Elias, Carlos Eduardo (Luiz Antônio, 18/2ºT) e André Santos (Gabriel, 29/2ºT); Paulinho (Rafinha, 43/2ºT) e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

VASCO: Diogo Silva; Fagner, Cris, Jomar e Yotún; Fillipe Soutto, Pedro Ken, Jhon Cley (Wendel, 33/2ºT) e Juninho (Willie, intervalo); Marlone e Edmilson (André, intervalo). Técnico: Dorival Júnior.