Vasco sedia Encontro de Psicólogos de Futebol do Rio de Janeiro

domingo, 27/08/2023

Por: João Pedro Isidro, Assessoria de Imprensa

O Vasco da Gama sediou o Encontro de Psicólogos de Futebol do Rio de Janeiro na tarde da última sexta-feira (25), em São Januário. O evento reuniu os psicólogos dos quatro clubes grandes do Rio de Janeiro que trabalham com o futebol profissional, de base e feminino.

Neste domingo (27) comemora-se os 61 anos da regulamentação da psicologia como ciência e profissão no Brasil. O  evento, que não acontecia desde 2012, reuniu 20 profissionais da área que compartilharam suas experiências e trocaram ideias para unificar a psicologia do esporte, quebrando a barreira da rivalidade entre os clubes.

Além dos psicólogos dos clubes, o encontro contou com a presença de Maria Helena Rodrigues, a primeira psicóloga das categorias de base de um clube no Brasil, que chegou ao Vasco  em 1986. Ela é também a idealizadora da primeira reunião, na época denominada Encontro Interdisciplinar do Futebol, com profissionais da psicologia, nutrição e serviço social. A psicóloga falou sobre a importância de reuniões como esta para fortalecer a área da saúde mental no esporte.

– Desde quando eu iniciei aqui, em 1986, até 2012, nós do serviço de psicologia do Vasco da Gama, fazíamos esses encontros com todos os clubes. Inclusive, fazíamos também com serviço social e com a nutrição. Eram as três áreas que nós nos reuníamos pra fazer essa troca. Sempre achei isso importante, porque nós não fazemos nada sozinhos, existe uma equipe e é importante essa união. A importância da psicologia no futebol ou em qualquer outra modalidade, vai ajudar o atleta na parte cognitiva, na parte da ansiedade, a sua agressividade, o atleta vai ter esse controle todo. Acho que é fundamental que todos os clubes tenham psicologia desde a base.

Maria Helena Rodrigues (Foto: Matheus Lima/Vasco)

Psicóloga da equipe profissional do Vasco, Carol Muniz também ressaltou a importância de reunir os profissionais

– O objetivo principal deste encontro é pensar em novas formas de promover saúde mental e consequentemente, aprimorar a performance de nossos atletas. Esse encontro foi pensando em comemoração aos 61 anos de profissão regulamentada da Psicologia e quase 40 anos do início da Psicologia no futebol carioca, onde o Vasco é pioneiro nessa história. O primeiro clube do Rio a formar um setor de Psicologia focado na performance de seus atletas e o clube que há alguns anos também promoveu esse mesmo encontro interclubes pela primeira vez. É uma honra dar continuidade a essa história, com nosso setor recém reformulado composto por 5 profissionais de Psicologia e 4 estagiárias das categorias de base ao profissional.

Carol Muniz (Foto: Matheus Lima/Vasco)

Coordenadora de Psicologia das categorias de base, Larissa Carlos falou sobre o orgulho de sediar o evento.

– O Vasco foi primeira instituição a sediar esse encontro e hoje, é um prazer retomar esse projeto tão valioso para fomentar a Psicologia do Esporte.
É um privilégio dar continuidade a um trabalho que iniciou a 30 anos atrás. Atualmente com um departamento tão completo, eu como psicóloga do sub 20 busco manter um trabalho alinhado com a psicóloga do futebol profissional e juntas orientar as estagiárias afim de seguirmos formando bons profissionais para o mercado.

Coordenadora de Psicologia da base, Larissa Carlos (Foto: Matheus Lima/Vasco)

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo