Vasco tem projeto para o Futebol Feminino aprovado via Lei de Incentivo ao Esporte

sexta-feira, 01/09/2023

Gigante da Colina já iniciou processo de captação de recursos e terá 6 milhões de reais disponíveis exclusivamente para a modalidade

No ano em que comemora o centenário de sua primeira equipe de futebol feminino, o Vasco da Gama anuncia um importante passo visando o início da retomada de seu protagonismo na modalidade. O Gigante da Colina teve um projeto aprovado via Lei de Incentivo ao Esporte do Rio de Janeiro para investimento exclusivo no Departamento de Futebol Feminino.

A iniciativa já foi publicada em Diário Oficial e o processo de captação de recursos iniciado. O projeto aprovado é de R$ 6 milhões, reestruturando todo o departamento com a contratação de profissionais para se dedicar apenas ao futebol feminino e investimento em estrutura, que contempla local para treinos, hospedagem, alimentação e locomoção, além de acompanhamento diário na saúde das mulheres.

Em preparação para o Campeonato Carioca, com previsão de início para setembro, o Vasco possui uma das mais belas histórias do futebol feminino brasileiro. Além de ser tetracampeão nacional na modalidade, o Gigante da Colina revelou a Rainha Marta, atleta que ganhou em seis oportunidades a Bola de Ouro FIFA e é considerada a maior jogadora de todos os tempos.

Entenda a Lei de Incentivo ao Esporte

A Lei nº 8.266/18 – Lei de ICMs –, como é mais conhecida, permite que recursos provenientes de renúncia fiscal sejam aplicados em projetos das diversas manifestações desportivas e paradesportivas distribuídos por todo o território nacional.

Por meio de doações e patrocínios, os projetos executados via Lei de Incentivo ao Esporte atendem crianças, adolescentes, jovens, adultos, pessoas com deficiência e idosos. Mais do que um instrumento jurídico, trata-se de uma inovação e um avanço na consolidação do paradigma do esporte como um meio de inclusão social.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo