Vasco vence o Cuiabá com gols de Gabriel Pec e Orellano

quinta-feira, 02/11/2023

O Vasco da Gama conquistou três pontos importantes diante no Cuiabá nesta quinta-feira (02), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, com vitória por 2 a 0 na Arena Pantanal. Gabriel Pec e Luca Orellano, ambos na etapa final, marcaram os gols.

O próximo compromisso do Gigante da Colina na competição é segunda-feira (06), às 19h, diante do Botafogo. O clássico da 32ª rodada está marcado para o estádio São Januário.

O JOGO

No primeiro tempo, a partida foi mais travada e com poucas chances para as duas equipes. Aos oito minutos, Paulo Henrique fez boa jogada e encontrou Praxedes livre. O volante bateu cruzado, mas a bola passou à esquerda do gol de João Carlos.

Ainda no fim da etapa inicial, o Vasco chegou com perigo novamente pelos pés de Praxedes. O camisa 21 recebeu a bola na intermediária, abriu espaço e chutou forte de longe, mas a bola passou à esquerda do gol. O jogo foi para o intervalo zerado.

Vasco vence o Cuiabá na Arena Pantanal. Foto: Leandro Amorim/Vasco Da Gama

Na etapa final, aos 11 minutos, Gabriel Pec marcou o gol que deixou o Gigante da Colina em vantagem. Praxedes mandou para área e Sebastian acertou a trave. Na sobra, Pec mandou de cabeça para o fundo da rede. 1 a 0 Vasco.

O gol que aumentou a vantagem saiu nos longos acréscimos da partida. O cronômetro marcava 53 minutos quando Orellano recebeu e arrancou para o ataque, passou por três marcadores até ficar de frente para o gol, batendo na saída de João Carlos para ampliar a diferença. 2 a 0 Vasco e fim de partida aos 56 minutos.

ARBITRAGEM

Árbitro: Ramon Abatti Abel (Fifa-SC)

Assistente 1: Bruno Boschilia (Fifa-PR)

Assistente 2: Thiaggo Americano Labes (SC)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-Fifa-SP)

ESCALAÇÕES

VASCO: Léo Jardim; Paulo Henrique (Léo), Maicon, Medel, Lucas Piton; Zé Gabriel, Praxedes, Paulinho (Orellano); Gabriel Pec, Sebástian Ferreira (Alex Teixeira) e Erick Marcus (Payet). Técnico: Ramón Díaz.

Cuiabá: João Carlos; Matheus Alexandre, Marllon, Alan Empereur, Rikelme (PK); Raniele (Ronald Lopes), Denilson (Filipe Augusto), Lucas Mineiro (Fernando Sobral); Clayson, Deyverson e Isidro Pitta (Wellington Silva). Técnico: António Oliveira.

Cartões amarelos: Paulo Henrique; Raniele e Matheus Alexandre (CUI).

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo