Vasco vence o Fluminense e é campeão da Recopa Carioca Sub-17

quarta-feira, 15/12/2021

Por: Matheus Babo, Nova Iguaçu

Chegando em todas as finais das competições que disputou, a equipe Sub-17 do Vasco da Gama finalizou o ano com mais um título. Após a conquista do Carioca diante do Fluminense, na última sexta-feira (10/12), os Meninos da Colina voltaram a vencer o rival, dessa vez pela Recopa Carioca. O Gigante da Colina venceu por 3 a 2 e levantou o caneco. Os gols foram marcados por Eguinaldo, Ray e Róger.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

O JOGO

A partida começou sem muitas chances, até os oito minutos, quando Rayan recebeu girando no meio campo e enfiou ótima bola para Eguinaldo, o camisa 11 invadiu a área e chutou forte para abrir o placar: VASCO 1 a 0. Aos 18, GB rouba no meio, dá em Rayan e recebe na frente. O camisa 9 invade a área pela direita e arrisca o chute, mas a defesa afasta. Aos 31, o Fluminense empatou em bela cobrança de falta, 1 a 1.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Quatro minutos depois, Paulinho recebe de GB na direita e tenta o cruzamento para Eguinaldo, mas a zaga afasta. No escanteio, Erick Marcus cobra na cabeça de Roger, que quase desempata. Aos 37, Paulinho recebe na direita e bota na cabeça de Ray, que cabeceia bonito para marcar: VASCO 2 a 1.

No início do segundo tempo, aos oito minutos, o Fluminense empatou a partida, 2 a 2. Após o empate o jogo ficou bastante disputado no meio campo e sem muitas chances. Aos 27, Lyncon lançou Ykaro dentro da área. O atacante foi empurrado por trás e o árbitro assinalou o pênalti. Na cobrança, Erick Marcus chutou forte, mas a bola explodiu no travessão. No minuto seguinte, o zagueiro Lyncon fez falta, levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Nos minutos finais o Fluminense aproveitou a vantagem numérica para pressionar o Vasco, mas foi o Gigante que aproveitou. Aos 37, Roger pegou a bola no campo de defesa, limpa dois e tabela com Paulinho, que deixa o zagueiro na cara gol para tocar com categoria na saída do goleiro e desempatar: VASCO 3 a 2. O Fluminense se lançou ao ataque, mas o Vasco foi seguro e não foi vazado, garantindo mais um título.

Escalação do Vasco: Allan Vitor, Paulinho, Victão (Róger), Lyncon e Leandrinho; Lucas Eduardo, Ray (Ykaro) e Rayan (Hygor); Eguinaldo (Paixão), Erick Marcus (Luiz Felipe) e GB (Renan) – Técnico: Rafael Paiva

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo