Vasco vence o Palmeiras de virada pelo Campeonato Brasileiro Sub-17

sexta-feira, 09/07/2021

Por: Matheus Babo, Artsul

Os Meninos da Colina lutaram muito e conseguiram uma grande vitória diante do Palmeiras, por 2 a 1, de virada, nesta sexta-feira (9/7), no estádio Nivaldo Pereira, pela partida de ida das quartas de final do Campeonato Brasileiro Sub-17. Os gols vascaínos foram marcados pelo atacante Estrella. O duelo de volta entre as duas equipes será na próxima sexta-feira (16/7), às 15h, no Allianz Parque. Neste domingo (11/7), o Sub-17 vascaíno encara o Bangu, às 10h, em Moça Bonita, pela semifinal da Copa Rio.

O JOGO

A primeira boa oportunidade do Vasco foi logo aos 2 minutos. Paixão recebeu em velocidade, mas errou o domínio e acabou sendo desarmado. Aos 10, Erick Marcus tentou da entrada da área, mas acabou demorando pra chutar. Dois minutos depois, o adversário abriu o placar: 1 a 0. Aos 17, GB tentou ligar contra-ataque com Erick Marcus, mas acabou pecando no último passe. Quatro minutos depois, GB arrancou pela direita, invadiu a área e bateu rasteiro, o goleiro deu rebote e Erick Marcus tentou completar, mas a zaga conseguiu tirar em cima da linha.

O jogo era equilibrado, mas o Vasco era mais forte na busca pelo gol. Aos 33, Barros arriscou da entrada da área, a bola desviou e sobrou em GB, que completou pro gol, mas a arbitragem assinalou impedimento. O Vasco pressionava e aos 42, Paixão balançou e bateu cruzado, para defesa do goleiro. Pouco depois, Paixão foi ao fundo e cruzou rasteiro para Erick Marcus, que tentou chegar no carrinho, mas não alcançou. Aos 45, Roger subiu mais que todo mundo e cabeceou pro gol, mas novamente a arbitragem assinalou impedimento.

O segundo tempo começou pegado, com muitas faltas. A primeira boa oportunidade veio com Paixão, aos 12. Ele recebeu na entrada da área, matou no peito e chutou mascado, parando no goleiro. Aos 15, Paixão fez boa jogada pela direita e cruzou buscando Erick Marcus, mas o atacante não alcançou. Aos 22, Ykaro foi ao fundo e botou na cabeça de Kauã Lucas, que mandou forte e obrigou o goleiro a fazer uma grande defesa. Três minutos depois, Ykarou tabelou com Paulinho e sofreu falta violenta de Serafim, do Palmeiras, que foi expulso.

Na cobrança de falta, a bola ficou viva e Roger tentou a finalização, mas foi travado pela zaga. Aos 33, Kauã Lucas lançou Pereira, que deixou Estrella de frente pro gol. Ele finalizou forte, mas o goleiro mandou pra escanteio. A pressão era forte e logo depois Victão ganhou no alto e cabeceou pro meio da área. A bola bateu na mão do zagueiro adversário, mas o árbitro ignorou o pênalti. Aos 34, Roger tentou a cabeçada direto pro gol, mas mandou no meio.

Aos 43, após cobrança de escanteio pela esquerda, Guilherme Estrella subiu mais que a marcação e cabeceou firme para o gol. A bola chegou a tocar na trave e morreu no fundo da rede: VASCO 1 a 1. Aos 47, Kauã Lucas pegou a sobra pela esquerda e arriscou a finalização. O goleiro adversário cedeu o rebote e disputou a bola com Mota. Na sobra, Guilherme Estrella com o gol aberto só empurrou para o gol: VASCO 2 a 1.

Escalação do Vasco: Allan, Paulinho, Victão, Roger e Kauã Lucas; Lucas Eduardo, Barros e Ray (Pereira); Paixão (Ykaro), Erick Marcus e GB (Estrella) – Técnico: Igor Guerra

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo