Vasco vence por 2 a 1 e volta a comemorar no Couto Pereira

sábado, 17/11/2012

No dia 8 de junho de 2011, o Gigante da Colina conquistava a Copa do Brasil em pleno Couto Pereira. Exatos um ano, cinco meses e nove dias depois, neste sábado (17), às 19h30, Vasco e Coritiba se enfrentaram no mesmo Couto Pereira, mas, dessa vez, não valendo o título. Em campo, o Cruzmaltino se impôs e bateu o rival paranaense por 2 a 1, com gols do garoto Romário e do volante Nilton Com o resultado o Vascão foi para 54 pontos, subindo para o sexto lugar, empatado com o Botafogo, quinto colocado que ainda joga amanhã. O Vasco agora enfrentará o Flamengo, no próximo sábado (24), às 19h30, no Engenhão.

O jogo

Vasco sai atrás, mas arranca empate

Quando o garoto Romário, que estreava na equipe titular, deu o primeiro toque na bola, o torcedor vascaíno logo relembrou a fantástica conquista da Copa do Brasil do ano passado, em pleno Couto Pereira. Enquanto isso, no jogo, o Vasco chegou ao ataque, aos cinco minutos, com Nilton, que lançou para Jhon Cley, mas a bola saiu em lateral. Aos oito, após cruzamento perigoso do volante Gil, Fernando Prass saiu bem do gol e mandou para escanteio.

Na cobrança, Lincoln recebeu, dominou e, antes da bola tocar no gramado, finalizou com perfeição, sem chances para Fernando Prass, abrindo o placar para o Coritiba. Aos 13, após cruzamento pela esquerda, Fernando Prass teve que subir duas vezes para socar a bola e afastar o perigo. Dois minutos depois, em contra-ataque rápido, Gil invadiu a área e tocou para Rafinha que finalizou, mas Renato Silva salvou em cima da linha.

Em resposta, o Vasco foi ao ataque e, aos 22, após preciso cruzamento de Wendel, o garoto Romário subiu bem alto e cabeceou forte para o gol, empatando a partida. Aos 25, Denis avançou e arriscou, a bola passou com perigo e saiu em tiro de meta. No minuto seguinte, foi a vez de Rafinha arriscar, para a defesa de Fernando Prass. Aos 35, Denis chegou pela esquerda e mandou para dentro da área. Fabrício conseguiu interceptar a bola e ficou com ela.

Aos 39, em novo contra-ataque do Coritiba, Deivid subiu livre e cabeceou forte, mas a bola saiu levando perigo ao gol. Dois minutos depois, foi a vez do Vasco atacar. Em cobrança de falta de Fellipe Bastos, a bola passou muito perto da trave, assustando o goleiro Vanderlei. Aos 46, após um minuto de acréscimos, o árbitro paulista encerrou a primeira etapa.

O Coritiba começou melhor o primeiro tempo, mas o Vasco foi, aos poucos, igualando a partida, tanto que não demorou a empatar o jogo. Em resumo, foi um bom jogo, bastante equilibrado e com algumas chances perigosas.

Vasco volta melhor e vira o jogo

O Vasco começou indo para cima, mas foi o Coritiba quem assustou primeiro. Com menos de um minuto, Lincoln arriscou de longe e a bola raspou o travessão, saindo em tiro de meta. Em resposta, aos três, Marlone partiu para cima da zaga paranaense e sofreu uma falta perigosa para o Vascão. Na cobrança, Fellipe Bastos soltou uma bomba e o goleiro Vanderlei espalmou para a lateral. No minuto seguinte, Lincoln saiu na cara de Fernando Prass, que praticou uma brilhante defesa, salvando o Gigante.

Aos sete, em contra-ataque rápido, Jhon Cley ganhou da marcação e cruzou para Romário, mas Escudero se antecipou e afastou o perigo. Em seguida, Denis tabelou com Lincoln e saiu na cara de Fernando Prass que, novamente, praticou ótima defesa. Aos 12, após cobrança de escanteio, Nilton se antecipou chutou para o gol, virando a partida para o Vascão. Aos 19, após troca de passes entre Fellipe Bastos, Marlone e Romário, o meia vascaíno arriscou e assustou o goleiro do Coritiba.

Em resposta, aos 19, Willian recebeu lançamento de Lincoln, dominou e bateu, mas Fernando Prass praticou bela defesa.  Aos 28, em cobrança de falta, Lincoln lançou na área e Nilton subiu para afastar. Em seguida, Emerson Santos recebeu no meio da área, mas enquanto dominava, Renato Silva chegou afastando o perigo.

Aos 35, Henrique dominou e arriscou de longe para a fácil defesa de Fernando Prass. O Coritiba ainda tentou uma reação, mas a zaga vascaína conseguiu afastar o perigo e manter o placar até os 48 minutos, quando o árbitro Paulo César de Oliveira encerrou a partida.

O Gigante entrou com bastante vontade na segunda etapa e conseguiu fazer o gol logo no início. Já o Coritiba, que sentiu o gol que sofreu, ainda tentou uma reação, mas esbarrou na bela atuação de Fernando Prass. Com a vitória, o Vasco ganha ânimo para os dois clássicos que tem pela frente, Flamengo e Fluminense, ambos no Engenhão.

Próximo Jogo

O Vasco agora enfrentará o Flamengo, no próximo sábado (24), às 19h30, no Engenhão.

Ficha Técnica
CORITIBA 1 X 2 VASCO

Local: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Data-Hora: 17/11/2012 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (FIFA/SP)
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Carlos Nogueira Junior (SP)
Cartões amarelos: Gil, Escudero (CORITIBA); Fabrício, Wendel, Jonas (VASCO)
Gols: Lincoln, 9/1ºT (1-0); Romário, 22/1ºT (1-1); Nilton, 12/2ºT (1-2);

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Luccas Claro, Escudero e Denis (Henrique, 15/2ºT); Willian (Marcel, 34/2ºT), Gil, Vinícius (Emerson Santos, 20/2ºT), Lincoln e Rafinha, e Deivid. Técnico: Marquinhos Santos.

VASCO: Fernando Prass; Jonas, Renato Silva, Fabrício e Thiago Feltri; Nilton, Wendel (Abuda, 25/2ºT), Fellipe Bastos, Marlone e Jhon Cley (Max, 40/2ºT), e Romário (Maicon Assis, 21/2ºT). Técnico: Gaúcho.