Wagner exalta grandeza do Vasco em sua apresentação oficial

terça-feira, 17/01/2017


Wagner recebe camisa das mãos do presidente Eurico Miranda- Fotos: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Terceiro reforço do Vasco da Gama para a temporada de 2017, o meio-campo Wagner foi apresentado na tarde desta terça-feira (17/01) pelo presidente Eurico Miranda na Sala do Conselho de Beneméritos Carlos Alberto Martins Cavalheiro, localizada no Complexo Esportivo de São Januário. O armador chegou ao local vestido com a camisa do Programa Sócio Torcedor Gigante e foi bastante elogiado pelo dirigente antes de vestir o uniforme cruzmaltino pela primeira vez.

– O Wagner está vindo para o Vasco dentro de uma promessa que eu fiz e que está sendo concretizada. Ele vem porque nós consideramos que ele será um jogador muito importante para o clube. O Wagner demonstrou interesse de vestir a camisa do Vasco e por isso está aqui hoje. Estou cumpido aquilo que falei. Aqueles que não acreditavam vão começar a ver as coisas acontecerem. Virão quatro grandes reforços, com certeza, até porque o Vasco está montando um time para ir para as cabeças. E vai para as cabeças. Tinha um filósofo companheiro de vocês que dizia o seguinte: quem viver verá – afirmou o presidente.


Wagner exibe cruz de malta com orgulho na apresentação

Natural de Sete Lagoas, Minas Gerais, Wagner iniciou sua trajetória no América Mineiro, mas foi com a camisa do Cruzeiro que despontou no cenário nacional. Na Raposa, o meio-campista conquistou por três vezes o Campeonato Mineiro e foi eleito em algumas oportunidades o melhor jogador de sua posição no Brasileiro. No Brasil, o armador também atuou no Fluminense, onde foi campeão carioca em 2012. Antes de acertar com o Vasco, o jogador defendia as cores Tianjin Teda (CHI).

– Uma série de fatores contribuíram para que eu aceitasse estar aqui hoje. O principal deles, sem dúvidas, é a grandeza do Vasco. Recebi o convite do presidente Eurico Miranda. Ele me perguntou se eu queria jogar no Vasco e eu não pensei duas vezes. Minha família queria voltar ao Brasil e meus filhos foram educados no Rio. A minha esposa adora a cidade. Além disso, tem o fator Cristóvão, já trabalhamos juntos. Com certeza foi a melhor a decisão. Quero dar muito por esse clube grande e que possui uma torcida apaixonada. O Vasco merece brigar lá em cima, disputar todos os títulos – declarou Wagner.


Wagner conversa com os jornalistas observado pelo presidente- Fotos: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Confira a coletiva na íntegra!

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo