Em 21/11/2019 às 17h29


Alexandre comemora estreia entre os profissionais: "Sonho de criança"

Por: Carlos Gregório Júnior

São Januário, Rio

O treinador Vanderlei Luxemburgo promoveu a estreia de mais uma jovem promessa das categorias de base do Gigante da Colina na partida contra o Goiás, na última segunda-feira (18/11), em São Januário. Campeão estadual nas categorias sub-17 e sub-20, o lateral-esquerdo Alexandre Mello substituiu o experiente Danilo Barcelos durante o intervalo e teve uma boa apresentação.

- Fiquei bastante surpreso com essa oportunidade, mas também muito feliz. Eu me machuquei muito durante a minha trajetória na base. Apesar disso, segui trabalhando bastante e me mantive confiante. Graças a Deus recebi essa chance e pude estrear pelo profissional em São Januário, com o Caldeirão cheio. Isso me deixou muito alegre. Agora vou me dedicar ainda mais aqui em cima para seguir sendo relacionado - afirmou o camisa 57.

image
Alexandre em sua estreia entre os profissionais do Vasco- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Em São Januário desde 2015, Alexandre morou durante alguns anos na Pousada do Almirante, localizada dentro do estádio cruzmaltino, e foi descoberto na Taça das Favelas após jogar por uma equipe de sua comunidade, a Vila Aliança, em Santíssimo. O momento vivido com a camisa vascaína é a realização de um sonho para o garoto, que não esconde o orgulho de representar sua comunidade.

- Estou realizando um sonho de criança. Venho treinando numa equipe profissional num clube maravilhoso e que possui uma história linda. Tenho muito orgulho de jogar no Vasco. Comecei no Projeto Craques da Vida, da Vila Aliança, e lá aprendi muito, não apenas dentro de campo, me tornei um homem. Valorizo muito essa chance que venho recebendo do professor Vanderlei Luxemburgo. Vou procurar agarrar essa oportunidade - disse Alexandre, comentando por fim a tranquilidade demonstrada em sua primeira apresentação.

- Eu sou bastante tranquilo como pessoa, mas acho que não fiquei tão nervoso porque já sou acostumado a jogar clássicos na base. Os meus companheiros também me ajudaram bastante. Disseram que eu podia contar com eles em qualquer momento. Graças a Deus tudo deu certo, eu não fiquei nervoso, me mantive calmo. O professor Luxemburgo também me passou confiança, me pedindo para fazer o que sou acostumado - concluiu o prata da casa.

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: