Em 14/08/2014 às 15h44


Vasco joga bem, mas empata com o Cruzeiro em Varginha

Por: Fabio Ramos

Na estreia de Marcelo Oliveira no comando do Vascão, a equipe de São Januário foi até Varginha, e empatou com o Cruzeiro pelo placar de 1 a 1. Com o resultado, o Vasco permanece na quarta colocação, com 43 pontos, ficando a quatro do Grêmio. O próximo adversário do Gigante da Colina é a Ponte Preta, em Campinas, no próximo domingo (23).

O jogo

Gol relâmpago e empate do Vasco

Buscando a quinta vitória como visitante neste Brasileirão, o Vasco foi para cima do Cruzeiro, conseguindo um escanteio com menos de 40 segundos de jogo. Mas, aos três, foi o Cruzeiro quem abriu o placar, após rápido ataque pelo lado esquerdo, o zagueiro Renato Silva tentou cortar o cruzamento e acabou desviando a bola contra o próprio gol.

Após o gol, o Vasco foi para o ataque, mas não conseguiu passar pela forte marcação cruzeirense. Aos oito, após mais um cruzamento da esquerda, Wallyson cabeceou e Fernando Prass fez brilhante defesa, salvando a equipe cruz-maltina. O jogo passou a ficar concentrado no meio-campo, devido a forte marcação, obrigando as duas equipes a realizarem lançamentos, o que resultou em um alto número de impedimentos, sem chances claras de gol.

Aos 20, Dedé tenta o cruzamento, mas a bola acaba saindo em tiro de meta. Sete minutos depois, o Vasco acertou o cruzamento e, após rebote do goleiro Fabio, Nilton empatou a partida. Aos 29, Montillo, em resposta cruzeirense, arriscou de dentro da área e assustou.

Aos 39, após cruzamento de Carlos Alberto, a bola bateu na mão do zagueiro Mateus, mas o árbitro mandou o jogo seguir, para a revolta dos vascaínos. No minuto seguinte, Tenorio recebeu lançamento e subiu sozinho, cabeceando com muito perigo para a grande defesa de Fabio. Aos 43, Wallyson dominou e disparou um forte chute, Prass brilhou mais uma vez e salvou o Vascão. Essa foi a última grande chance da primeira etapa.

O Cruzeiro começou melhor, forte na marcação, e abriu o placar com um gol relâmpago. O Vasco manteve a calma e passou a abrir espaço através de bons passes, principalmente com Juninho Pernambucano, chegando ao empate.

Vasco melhora mas não consegue marcar

O Vascão começou o segundo tempo a todo vapor. Logo aos dois minutos, Tenorio quase virou o jogo para o Gigante da Colina. Ele recebeu livre na área após Eder Luis desviar de cabeça, tentou driblar Fabio, mas chutou para fora. Em resposta, o Cruzeiro foi ao ataque, mas a zaga vascaína afastou o perigo, aos três minutos.

Aos seis, em cobrança de falta de Juninho, a bola quicou antes de chegar ao gol, e o goleiro Fábio fez defesa segura. Em seguida, após ótima jogada do Vasco, Tenório sai livre na cara de Fábio e faz o gol, mas o bandeira já havia indicado o impedimento do atacante. Muito polêmico, já que a zaga cruzeirense é quem “toca” para o artilheiro cruz-maltino.

Aos 14, foi a vez de Carlos Alberto levar perigo ao gol do Cruzeiro, mas a jogava não estava valendo, o auxiliar já indicava novo impedimento do ataque vascaíno. No minuto seguinte, Prass fez milagre após cabeçada à queima-roupa de Wellington Paulista. Aos 18, Romário subiu sozinho, mas errou a cabeçada. Quatro minutos depois, após boa troca de passes, Juninho cruza visando Romário, mas Fábio saiu bem do gol e praticou a defesa.

Aos 34, após precisa cobrança de escanteio do Reizinho da Colina, Dedé subiu livre e cabeceou com muito perigo ao gol do Cruzeiro, a bola chegou a tocar levemente na trave antes de sair. Aos 43, após boa jogada do Cruzeiro, Wellington Paulista cabeceia a bola com força, mas a zaga vascaína afastou o perigo. Aos 48, o árbitro goiano, André Luiz de Freitas Castro, encerra a partida.

O Vasco começou bem melhor a segunda etapa, teve um gol anulado e criou diversas chances. Já o Cruzeiro foi melhorando conforme o jogo foi seguindo, também criou chances, mas o jogo terminou sem um vencedor.

Próximo jogo

O Vasco agora enfrentará a Ponte Preta, neste domingo (23), às 16h00, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Ficha Técnica
CRUZEIRO 1 X 1 VASCO

Local: Dilzon Melo, Varginha (MG)
Data-Hora: 16/09/2012 - 16h00 (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Alessandro A. Rocha De Matos (BA/FIFA) e Bruno Boschilia (PR)
Cartões amarelos: Wellington Paulista, Leandro Guerreiro, Élber e Everton (Cruzeiro); Renato Silva e Nilton (Vasco)
Gols: Renato Silva (contra), 3/1ºT (1-0); Nilton, 27/1ºT (1-1)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Lucas Silva, intervalo), Thiago Carvalho, Mateus e Everton; Leandro Guerreiro, Charles (Souza, 32/2ºT), Tinga e Montillo; Wallyson (Élber, 23/2ºT) e Wellington Paulista. Técnico: Celso Roth.

VASCO: Fernando Prass; Jonas, Dedé, Renato Silva e William Matheus; Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano e Carlos Alberto (Jhon Cley, 16/2ºT); Éder Luís e Tenorio (Romário, 13/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

Comente essa notícia

Videos

#JamaisTerásACruz

desenvolvido por: